Para 2015: leveza

Ok. Este deveria ser o primeiro post do ano, aquele que a gente escreve no calor do momento, logo após a virada, quando os planos e os sonhos estão a todo vapor, não é mesmo? Mas como eu sou meio ~tortinha~ mesmo, só vim agora.

2014 foi um ano fortíssimo, como eu já mencionei aqui. E teve mais acontecimentos do que eu escrevi, claro, mas me abstive em comentar apenas alguns. Em particular, o fim da gravidez, o parto e o pós parto imediato foram muito intensos pra mim. Falando claramente: não foi fichinha, não. Tem toda a poesia do momento, eu realmente adorei passar por tudo, mas se tem uma coisa que não foi, foi fácil. Talvez ainda falte digerir algumas coisas, mas deixe que tudo aconteça no seu tempo, não tô mais olhando só pra isso. E sem contar os mil e um probleminhas e problemões que teve na família. Enfim. Não foi fácil.

Então, diante de tudo, eu resolvi, ainda no passado, ainda quando eu estava dentro do furacão, que eu queria ser uma pessoa mais leve. Levar a vida de uma forma mais branda, talvez, ainda não sei bem que palavra usar. Ou tentar, pelo menos. Decidi isso por mim, mas também pela Agnes. Por mim, que mereço uma vida “menos dramática”, curtindo o presente, sabendo respirar. Pela Agnes, que merece uma mãe mais calma, inteira, plena. Leve.

Sem contar que a palavra leveza soa muito bem aos meus ouvidos. Apesar de que o dicionário descreve leveza também como “ligeireza”, “levianidade”, pra mim, o que conta, e que descreve melhor o que estou buscando, é o “qualidade do que é leve”, “pouco peso”. Pouco peso… isso é ótimo! Apenas o que importa, apenas o que é fundamental.

Creio que não será a mais fácil das tarefas. Mas tudo bem também, não era isso que eu esperava. Não é uma coisa que eu já tenha incorporada e que estarei usufruindo a partir de hoje. É busca. É me lembrar, quando a cabeça estiver pesada de tantos pensamentos, “opa! peraí, não foi isso que a gente combinou, agora vamos por outro caminho, lembra?”. Tampouco espero que, lá no dia 31 de dezembro, quando a gente faz aquele balanço do que foi e do que ficou, eu declare: pronto, cumpri minha meta, consegui ser uma pessoa leve. Não é bem assim que estou imaginando. Penso que seria uma coisa pra vida mesmo, não pra esse ano, só. Até porque eu ainda nem sei direito como é que se fica leve assim, de um ano pro outro. Vai ser um processo, né. Um exercício mesmo. Um passo de cada vez. Ah, um passo de cada vez acho que me soa mais familiar, acho que vou começar por aí, então…

E você, qual a sua escolha para este ano? Vamos juntas? o//

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em acontece comigo, autoconhecimento, leveza

2 Respostas para “Para 2015: leveza

  1. Feliz 2015, Ma!!
    Um ano de leveza e de frescor pra vocês!!
    E pra nós tb…rs
    Aliás, será que dá pra ser forte sem deixar de ser leve?? Acho que é isso que quero pra esse 2015!

    Beijo grande

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s