Arquivo da tag: fotos

Liz – 2 meses

Nossa amada Liz fez 2 meses no dia 29 de maio.

Eu confesso que estou abismada com o tanto de amor que cabe num coração de mãe.

Ok. Na verdade, eu não tinha tanto aquela dúvida de “será que dá pra amar os dois, ou o segundo filho como o primeiro?”. Sei lá, eu sentia que ia rolar, com certeza. Minha dúvida sempre foi em relação à minha relação com a Agnes, na verdade, como é que seria afetada com a chegada de um baby – e sobre isso tem post sendo preparado já, com as vivências desses primeiros momentos. Mas enfim. Voltando ao amor pela Liz. É enorme, gente. Muito, muito grande mesmo, daqueles que não dá muito pra explicar, sabe assim?

Ela está uma fofura só.
Dá sorrisinhos muuito lindos e tem uma covinha de um lado só, perto da boca.
É uma neném muito tranquila, de modo geral. Sossegada, não costuma chorar muito, fica de boas no carrinho e na cama. Algo impensável na minha primeira experiência, aliás. Mas né, cada um é cada um real oficial. Mas tem seus momentos de choro, claro. Geralmente a noite, quando passa do limite do cansaço do dia. Ou outra coisa, sei lá. Não tem um padrão específico, haha. Aí é colo, ninar, ruído branco, bola e o implacável barulho do chuveiro. Muitas vezes é só assim que ela se acalma.

Algumas vezes já dormiu sem mamar, outra surpresa dessa segundinha.

Ela ama olhar pra Agnes! Fica olhando com aqueles olhinhos de admiração, coisa mais linda de ver. E dá muitos sorrisos pra ela. Eu e Cleber também ganhamos vários sorrisos, aliás. Sei lá, é muito doido, porque quando eu vejo o jeito que ela olha pra gente, me vem muito forte uma sensação de que ela tá adorando ter chegado aqui, finalmente. Estou escrevendo para não esquecer, inclusive. Essas percepções são tão legais, e dizem tanto de nós. É bom poder registrar isso assim, livre, como tem vindo.

Baby Liz também adora tomar banho. Já foi nas 3 modalidades: banheira, balde e chuveiro – esse último acontece quase que dia-sim dia-não. E quando a viramos de costas na banheira ela já mexe tanto as pernas que parece impulso, vê se pode! Rs

Muito gostoso esse processo de ir conhecendo um bebê, né? Eu adoro.

Agora vamos de fotos, porque tá demais essa carinha fofilda!
(fotos “de trás pra frente”: a primeira é do dia seguinte aos 2 meses, a última era bem pertinho de 1)

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Liz, Sem categoria

Bonitas somos nós!

Participei, junto com a Agnes, de um projeto fotográfico lindo, da fotógrafa Renata Penna. O projeto é o “Bonita é a mãe!”, que retrata a beleza do corpo pós maternidade. Corpo real, com furinhos, risquinhos, cicatrizes e o que mais for elemento para contar a história daquela mulher.

Foi muito legal participar, e muito importante.

Foi importante me despir ali naquela sala, junto com outras mulheres.
Foi importante fazer isso – um projeto com essa proposta, tão plural – com a minha filha.
Foi importante me permitir.
Foi importante perceber que eu estou me sentindo bem comigo mesma.

Sei que não posso “reclamar” do meu corpo, e nem quero.
Meu biotipo sempre foi esse mesmo. Sou magra, mas com quadril largo, bumbum grande. Sempre tive uma boa relação comigo mesma, mas acho que antes eu encanava mais com celulite, estria, ou coisas assim. Não era neurótica em arrancá-las de mim, mas dependendo da situação podia surgir uma vergonha.
O fato é que eu estou mais de 7 kg mais magra do que eu estava antes de engravidar. Usando números de calça que eu não usava há muitos anos. E eu tenho a impressão de que só estou assim por ter seguido a dieta sem leite, nem derivados, nem traços tão a risca. Porque eu cortei muita coisa do meu cardápio de rotina. Tive que reinventar receitas, descobrir sabores, me contentar com coisas que eu não queria, passar vontades. Foi difícil, no começo. Fiquei 5 meses assim. O que também nem é muito, comparado às mães que fazem isso por anos. Mas é a minha história. Tem também o fato de eu não estar tomando anticoncepcional, que sempre me deixa inchada e retendo líquidos. Foi uma decisão tomada por alguns motivos, mas ganhei esse efeito colateral de brinde, rs. Sem contar a amamentação, claro. E aí você pode pensar que eu não tenho nenhum motivo para me queixar, que muita gente luta para perder os quilos adquiridos na gestação e mais um monte de histórias. Mas quer saber de uma coisa? Todas as pessoas que eu encontro comentam que eu estou mais magra, que meu rosto está mais fino, etc e tal. Algumas falam elogiando? Sim, e obrigada mesmo, de coração. Mas também falam com muita surpresa, quase um susto. Como se fosse uma coisa ruim, como se eu estivesse doente. Juntando esses comentários ao fato de que eu não tenho mais tempo para ficar me olhando no espelho, nem sou cheia das vaidades, confesso que estava me sentindo um pouco pra baixo. Autoestima não andava lá muito em alta.

Daí surgiu a oportunidade de fazer essas fotos e eu, que adoro um ensaio, topei na hora.
E como me fez bem!
Percebi que não tenho mais nenhuma neura com o meu corpo. Já tinha poucas, mas acho que agora não sobrou espaço pra elas na minha vida. Não tenho mais tempo pra elas. Não senti vergonha nenhuma de me despir e fazer as fotos.
Quando vi o resultado fiquei muito feliz. Amei me ver junto com a pequena. Nas nossas bagunças, colos, mamás. E também amei me ver inteira, de corpo a mostra. Poxa, me senti bonita, sim!
Porque eu me reconheci ali. Me reconheço aqui. É o meu corpo real, que comporta as minhas histórias, as minhas dores, delícias e doidices. Não a da moça da capa da revista, nem a da colega, nem da vizinha, ou de quem for. Foi a mim que eu vi e nossa!, como gostei desse (re)encontro. Abriu precedentes para outras descobertas, ainda em andamento, eu diria.

Obrigada, Rê, pela oportunidade e pelo olhar. Fez um bem danado aqui pra mim.

Obrigada, filha, por ter vindo, pela companhia, pela travessia.
Esse meu corpo, definitivamente, não é igual ao que era antes de você vir fazer dele sua morada. E que bom que não é. Porque eu também já mudei um tantão desde que você chegou. Era mesmo preciso uma nova roupagem para esta nova eu. Que bom que temos histórias para contar. E muitas ainda por viver.

Featured image

Featured image

7 Comentários

Arquivado em beleza, foto